Saúde

Cianorte atinge epidemia de dengue

Número de vítimas chega a 239; Secretaria da Saúde quer fazer novas parcerias para combater o mosquito
["Fiscaliza\u00e7\u00e3o, aplica\u00e7\u00e3o de multas e campanhas s\u00e3o as principais a\u00e7\u00f5es desenvolvidas pela Secretaria de Sa\u00fade em Cianorte."] (Foto: SESA)

A Secretaria de Saúde de Cianorte confirmou nesta sexta-feira (3) o aumento de casos de dengue na cidade para 239. Com o número, a cidade atinge o nível de epidemia. Na terça-feira (30) a cidade tinha o registro de 203 casos. Em três dias, houve um aumento de 36 pessoas diagnosticadas com a doença.

De acordo com a chefe da Divisão de Vigilância em Saúde, Heloisa Dantas, as ações de bloqueio do mosquito continuam sendo desenvolvidas e com o aumento de casos o trabalho na fiscalização nos focos do mosquito está mais intenso. “Nós faremos uma reunião na segunda-feira (6) com as secretarias do município para decidir novas ações de conscientização, combate e controle do mosquito”, afirma.

Segundo Heloisa, a Secretaria da Saúde quer fazer novas parcerias com entidades do município para ajudar nas campanhas de combate à dengue. “Nós já fazemos trabalhos nas escolas, nas fiscalizações, agora vamos tentar novas parcerias. Também temos a ouvidoria da Prefeitura onde a população pode ajudar com denuncias e reclamações”, diz.

Os bairros Zona 3, Zona 4 e Zona 7 são os locais que seguem com o maior número de casos registrados de dengue em Cianorte. “Temos que lembrar população que o período de chuva é propício para a infestação do mosquito. As pessoas precisam ajudar no combate”, ressalta a chefe.

CASOS DA DENGUE

Nos municípios da 13ª Regional da Saúde, foram registrados um aumento de 56 casos na ultima semana, de acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado na terça-feira (30).

O boletim epidemiológico também registrou mais três casos de mortes confirmados pela doença nos municípios de Londrina, Maringá e Cascavel. São oito óbitos por dengue no Paraná. Os registros anteriores foram confirmados em Londrina, com quatro casos, e em Cascavel, com um caso de morte.


São 4,9 mil casos confirmados no Paraná, com 779 casos a mais que na semana passada. Deste total, 4,7 mil são autóctones, ou seja, foram contraídos na cidade onde a pessoa reside, e 188 são casos considerados importados, o que significa que a pessoa pegou dengue fora da cidade onde mora.

Os municípios com maior número de casos confirmados são Londrina, com 762, Foz do Iguaçu, com 431, e Japurá, com 338. Os que estão classificados em situação de risco de epidemia são 78 municípios paranaenses.