Saúde

Casos de conjuntivite dobram em três dias

Secretaria de Saúde de Cianorte confirma registro de 647 casos da doença
Na UPA, os atendimentos estão crescendo cada dia mais (Foto: ASSESSORIA PMC)

A Secretaria de Saúde de Cianorte confirmou nesta quinta-feira, 22, o registro de 672 casos de conjuntivite viral, deixando ainda mais grave o quadro de surto-epidêmico que atingiu a cidade a partir do final de semana. Na terça-feira, 20, eram 372 casos da doença registrados em menos de 96 horas.

Desde que a Secretaria de Saúde percebeu um aumento considerável na procura por atendimento nas unidades básicas de saúde, médicos, enfermeiros e técnicos passaram a monitorar os casos e alertar a população sobre os cuidados para evitar a doença. Além disso, os agentes de saúde estão visitando domicílios alertando a população sobre o surto e os riscos da conjuntivite.

Já nas escolas e creches da cidade, locais de fácil contágio por conta da aglomeração, professores, educadores e monitores estão reforçando os cuidados com os alunos.  

Na terça-feira, 20, pela manhã, o diretor-técnico da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Luiz Eduardo Buttner reuniu a imprensa para fazer um alerta sobre a doença. Apesar de altamente contagiosa, a meningite viral é de fácil tratamento e sua prevenção está muito mais ligada à higiene das mãos e olhos do que qualquer medida profilática.

“É muito importante uma boa higiene das mãos, de preferência com álcool 70%. Quem não tem acesso ao álcool deve lavar as mãos com frequência, evitar leva-as aos olhos e não dividir objetos pessoais como toalhas de rosto, fronhas e lenços com outras pessoas”, alertou o diretor durante a coletiva. 

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, a maioria dos casos está concentrada na região Leste da cidade, como os bairros Aquiles Comar, Morada do Sol e Vila Operária.  

A DOENÇA

A conjuntivite é a inflamação da mucosa que reveste o globo ocular. Apesar de fácil tratamento, quem está com a doença preciso tomar alguns cuidados, pois o agravamento do quadro da pessoa infectada por causar problemas à visão. “A doença pode ser tratada apenas lavando os olhos com soro fisiológico. Se depois de dois ou três dias não houver melhora, aí tem que ir procurar ajuda médica, pois as vezes há uma conjuntivite bacteriana associada e pode causar riscos à visão”, explicou Luiz Eduardo Buttner.