Cidades

Casa da Sopa atende cerca de 40 pessoas por dia em Cianorte

O local garante a única refeição do dia para indivíduos em situação de vulnerabilidade
O local chega a receber mais de 40 pessoas em algumas épocas do ano, muitas abandonadas pelas famílias (Foto: MÔNICA CHAGAS / TRIBUNA)

Todos os dias da semana dezenas de moradores de Cianorte ou pessoas que estão de passagem pela cidade visitam a Casa da Sopa Allan Kardec em busca de alimento. A entidade, que já passou por diversas mudanças, serve almoço há cerca de 30 anos e representa a garantia da única refeição diária de algumas pessoas.

As portas são abertas às 11h30, quando começam a chegar os usuários, em sua maioria homens que moram nas ruas. Todos assinam uma lista de presença e aguardam no refeitório até meio dia, quando as funcionárias fazem uma oração antes de começar a servir as refeições. Em média, 40 pessoas frequentam o local de segunda a sexta-feira.

Os pratos são servidos pelas cozinheiras e entregues aos frequentadores, que aguardam em uma fila. Geralmente o cardápio é composto por arroz, feijão, carne, salada e fruta. No local também há banheiros disponíveis para banho e roupas limpas.

Ailito Rossi é presidente da entidade há um ano e considera o trabalho árduo, mas gratificante. “Eu acredito que todo bem que fazemos para os outros também é um bem para nós. É difícil manter isto aqui, temos poucas pessoas, sempre precisamos de alimentos, mas tem muita gente que precisa de nós para comer”, disse.

A Casa da Sopa é mantida pelo Centro Espírita Allan Kardec e recebe ajuda financeira da Prefeitura de Cianorte, que repassa parte do dinheiro arrecadado com o estacionamento da festa do aniversário da cidade. Entidades como Lions e Rotary e empresas colaboradoras também ajudam com doações. Para angariar recursos, a diretoria promove algumas ações durante o ano, como a tradicional feijoada, mas a demanda de alimentos e roupas é grande. Segundo uma das funcionárias, as cozinheiras utilizam um pacote de arroz e dois quilogramas de feijão por dia.

Quatro pessoas trabalham no local – uma assistente social, uma cozinheira e duas ajudantes de cozinha – para preparar a comida, receber os visitantes e manter tudo limpo. Segundo Rossi, este ano a diretoria pretende contratar mais um funcionário, já que o número de pessoas que almoçam na Casa da Sopa tem aumentado.

“Muita gente até tem casa para morar, mas não tem dinheiro para comprar comida, então vem almoçar aqui. Alguns já conhecemos de longa data e os que vem pela primeira vez geralmente são assistidos pela profissional, que procura saber mais sobre a vida deles”, explica o presidente.

DOAÇÕES

Quem quiser ajudar a Casa da Sopa com doações de alimentos ou roupas pode ir até o local, de segunda a sexta, das 8 às 15 horas, ou ligar para o telefone 3019-1987. O endereço é avenida Allan Kardec, n° 151, ao lado do Ceebja. As principais necessidades são arroz, feijão, carne e roupas e sapatos masculinos.  

BAZAR BENEFICENTE

Neste sábado (13), a Casa da Sopa Allan Kardec vai receber um bazar beneficente com mercadorias apreendidas pela Receita Federal. O evento começa às 9 horas e termina às 17 horas ou até quando durarem os estoques. Para adquirir os produtos é necessário apresentar CPF e documento com foto. O pagamento poderá ser feito em dinheiro ou cartão de débito ou crédito das bandeiras Visa e Mastercard. A renda será revertida para a manutenção da entidade.