Violência

Bombeiros encontram corpo de cabeleireiro boiando no Rio do Salto

Marquinhos foi assassinado na madrugada de sábado; menor confessou crime

 

O drama da família do cabeleireiro Antonio Marcos da Silva, 40 anos, ganhou mais um capítulo na manhã desta terça-feira (1º) quando os bombeiros encontraram o corpo da vítima boiando no Rio do Salto, na Estrada Herval, as margens da PR-082. Segundo informações, o corpo estava enroscado num galho de árvore caído dentro do rio, perto do barranco. O corpo foi enviado ao I.M.L. e logo deve ser liberado para o sepultamento.

O crime foi registrado na madrugada de sábado (28), mas as buscas pelo corpo começaram na tarde de segunda-feira (30), após o pedido do delegado da Polícia Civil de Cidade Gaúcha. A água fria e a chuva não colaboraram com os trabalhos dos bombeiros, outro impasse foi a quantidade de galhos dentro do rio, que é estreito.

Na manhã desta terça feira a equipe voltou ao rio para continuar as buscas, onde tiveram êxito em localizar o corpo boiando cerca de 20 metros do local onde teria sido jogado.

 

O crime

Um adolescente de 16 anos confessou ter assassinado o cabeleireiro com mais de dez pauladas e jogado o corpo no rio. O menor já tem no currículo três estupros, uma tentativa de homicídio, o homicídio de um taxista em Rondon e agora assumiu a autoria da morte de Antonio Marcos. Neste final de semana ele foi ouvido e liberado pela Polícia Civil. A expectativa é que com o laudo do corpo o delegado de Cidade Gaúcha peça um mandado de apreensão do menor.

O crime foi na madrugada de sábado. A versão contada pelo assassino é que ele e outro rapaz foram trazidos de Rondon para Cianorte pelo cabeleireiro na noite de sexta-feira (27). Eles foram a uma festa, consumiram bebida alcoólica e a vítima se recusou a levar os dois de volta para Rondon. Nisso o menor rendeu Antonio e seguiu com o carro sentido a Rondon, quando no meio do caminhou entrou na Estrada Herval e friamente matou o rapaz com golpes de pauladas, em seguida jogou o corpo dele no rio.