Esportes

Atacante Pelézinho retorna ao Cianorte

Jogador estava no Bahia, por empréstimo, há quase um ano
Pelézinho está de volta ao Cianorte FC. (Foto: DIEGO MENEGON/CIANORTE FC)

O técnico Bolívar ganhou mais um reforço para a sequência do Brasileirão Série D. Trata-se de um velho conhecido da torcida cianortense: Rodrigo Alves, ou simplesmente Pelézinho. O atacante, de 23 anos, estava emprestado ao Bahia desde julho de 2018 e fez parte do elenco que conquistou o título de Campeão Baiano de 2019. Ele tem contrato com o Leão do Vale até o meio do ano que vem.

Atacante que atua pelas beiradas do campo e que costuma “infernizar” as defesas adversárias, Pelézinho chegou ao Cianorte em meados de 2015 para a disputa da Taça FPF Sub-23. No ano seguinte, sagrou-se campeão invicto da Divisão de Acesso na memorável equipe comandada pelo técnico Paulo Turra. De volta à elite com o time cianortense, Pelézinho foi destaque na bela campanha no Campeonato Paranaense 2017, que resultou nas vagas para a Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro Série D de 2018, devolvendo o clube ao calendário nacional após quatro anos.

As boas atuações no Paranaense 2017 renderam uma oportunidade na Chapecoense (SC) para a disputa da Série A no segundo semestre. Porém, pouco utilizado na Chape, ele foi emprestado ao Tubarão (SC), onde disputou o Catarinense 2018. Sem “empolgar” nos clubes em que atuou por empréstimo, Pelézinho retornou ao Cianorte para a disputa da Série D de 2018, mas também teve atuações apagadas, além de sofrer com lesões. Em julho daquele ano, o atacante foi emprestado ao Bahia, onde permaneceu até o término do Campeonato Baiano e não teve seu vínculo renovado ao final do período de empréstimo.

O jogador já se juntou ao elenco cianortense e aguarda a publicação do seu nome no Boletim Informativo Diário da CBF (BID) para ficar à disposição do técnico Bolívar.

Natural de Assaí (PR), Rodrigo Alves da Cruz, o Pelézinho, tem no currículo passagens por Apucarana Sports (PR), Grêmio Araponguense (PR), Cianorte (PR), Brusque (SC), Chapecoense (SC), Tubarão (SC) e Bahia (BA).