Esportes

Atacante Gabriel Barcos deixa o Cianorte sem marcar e com apenas um jogo disputado

Gabriel Barcos disputou apenas uma partida e não marcou nenhum gol. (Foto: Martins Neto / TRIBUNA)

O centroavante Gabriel Barcos foi liberado pela diretoria do Cianorte FC. Fora dos planos do técnico Cristian de Souza, o jogador entrou em acordo com a direção e acabou rescindindo o contrato que iria até o final do Campeonato Paranaense 2019. Pelo Leão do Vale, o jogador atuou em apenas uma partida oficial e não marcou nenhum gol.

A passagem de Barcos pelo Cianorte FC foi, no mínimo, catastrófica. Contratado para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série D em 2018, o atacante chegou com status de artilheiro e “salvador da pátria”, já que o ataque do Leão do Vale não havia funcionado bem na disputa do Paranaense. Porém, um imbróglio com seu antigo clube, o Barretos (SP), trouxe grandes transtornos. Alegando não ter liberado o atleta para acertar com o Cianorte, o Barretos dificultou ao máximo a liberação do jogador que, inclusive, já havia se apresentado na Capital do Vestuário. Enquanto isso, a diretoria cianortense dava uma outra versão, totalmente ao contrário, alegando ter feito um acordo para a liberação do atleta.

Entre tantos desencontros de versões, o atleta ficou treinando e conseguiu sua liberação apenas na penúltima rodada do returno da competição nacional. Já era tarde demais, a péssima campanha da equipe na competição culminou na eliminação ainda na primeira fase e, Gabriel Barcos, atuou apenas na última rodada, na derrota, por 3 a 0, para o Tubarão (SC), em pleno Albino Turbay. Este jogo foi o primeiro e último do atacante com a camisa do Leão do Vale.

Devidamente regularizado e disposto a mostrar seu trabalho com camisa do Cianorte, Barcos iniciou a pré-temporada 2019 sendo a grande aposta do ataque. Tanto que, dentro do planejamento inicial, o clube sequer apresentou outro homem de referência para o setor. Porém, durante a pré-temporada, o estilo de jogo de Barcos não se encaixou no método de trabalho do técnico Cristian de Souza. Até mesmo nos amistosos preparatórios o centroavante foi pouco testado. Em comum acordo, o atleta acabou rescindindo seu contrato e deixou o Leão do Vale para vestir a camisa do Patrocinense (MG), da primeira divisão de Minas. Um jogo, nenhum gol: Barcos se despede do Leão do Vale sem, ao menos, ter conseguido dar motivos para o torcedor sentir saudades.

FABINHO TAMBÉM É LIBERADO

O atacante Fabinho, contratado para reforçar a equipe na temporada 2019, também se desligou do clube cianortense. O motivo seria um atraso do atleta no retorno após as festividades do fim de ano. A diretoria do Leão do Vale optou por dispensar o jogador.