Cidades

Após 30 anos, 62 famílias recebem escrituras de imóveis em São Tomé

["Oc\u00e9lio Leite assinou o termo que garantiu a entrega do t\u00edtulo de propriedade a 62 fam\u00edlia de S\u00e3o Tom\u00e9 "] (Foto: DIVULGAÇÃO)

Em solenidade na tarde de quinta feira (12) na Casa da Cultura, o prefeito de São Tomé Ocelio Leite assinou a ordem de serviço para a execução de documentação, medição de terrenos e entrega do titulo de propriedade para 62 famílias.

A parceria entre a prefeitura de São Tomé e a Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) vai viabilizar a matricula e escrituração gratuita para 62 famílias que estão morando há mais de 30 anos no imóvel, mas ainda não possuí a escritura.

Segundo Nelson Cordeiro Justus, da diretoria de Regularização Fundiária da Cohapar, a empresa contratada tem 18 meses para entregar o titulo de propriedade ao dono do imóvel.

“Hoje estou muito feliz, porque desde que assumi tinha em minha mente fazer a documentação daqueles terrenos ali. Procurei o Nelson (Cordeiro Justus) e começamos a trabalhar. Um dia Nelson me ligou e disse, ‘olha a Cohapar vai regularizar os 62 lotes de São Tomé’, então eu fiquei muito feliz porque tenho vários amigos ali”, disse o prefeito Océlio Leite, durante a solenidade de assinatura da ordem para a execução dos documentos.

A documentação necessária para o morador regularizar o imóvel será definida dentro de alguns dias.

Há mais de 30 anos a prefeitura doou os terrenos para algumas famílias, mas não regularizou a documentação. Com a contratação da empresa pela administração atual, será possível o proprietário obter a documentação para se tornar dono legal do imóvel.