Cotidiano

Alunos do Colégio Primo Manfrinato criam aplicativo que estimula a leitura

Ferramenta foi desenvolvida nas aulas de empreendedorismo, em uma parceria com o Sebrae
Estudantes aprenderam o baixar o aplicativo e utilizá-lo (Foto: MÔNICA CHAGAS / TRIBUNA)

Depois de quase um ano de estudos e preparação, estudantes do ensino médio do Colégio Estadual Primo Manfrinato lançaram, nesta sexta-feira (30), o aplicativo Onbook, que pretende estimular o hábito de leitura e estudos na comunidade escolar. A ferramenta foi desenvolvida durante as aulas com conteúdos de educação empreendedora, que acontecem duas vezes por semana, em uma parceria entre o Sebrae/PR e a Secretaria de Estado da Educação.

No lançamento, os criadores apresentaram o aplicativo aos colegas e ensinaram como utiliza-lo. O Onbook funciona como um espaço para pesquisa de livros e materiais didáticos. Ao selecionar o que procura, os usuários são direcionados para links de arquivos em PDFs que estão disponíveis de forma gratuita na internet. Além disso, podem ter acesso a informações exclusivas da escola, calendário escolar, entre outros.

Durante as aulas de Educação Empreendedora, ministradas pelo professor Emerson Toletino de Matos, os estudantes foram desafiados a criar um modelo de negócios e um produto. Kauane Moraes Bernardo e Gustavo Almeida Tartari, que estiveram à frente do projeto, explicaram que a ideia surgiu depois de analisarem uma das maiores reclamações dos colegas da escola, a falta de livros didáticos e de literatura no acervo escolar.

“Nós precisávamos fazer algo que fosse bom para nós e para a escola e como sofremos com a falta de livros de algumas disciplinas neste ano pensamos em disponibilizar um caminho para que o pessoal consiga encontrar os livros necessários e baixa-los no celular”, afirmou Gustavo.

Para a diretora do colégio, Ivonete de Souza Mareti, a iniciativa do aplicativo chamou a atenção de todos porque foi inédita entre as escolas paranaenses que contam com a parceria do Sebrae. Segundo ela, a instituição está para receber recursos que vão possibilitar o acesso dos alunos à internet no ano que vem. “Vamos disponibilizar uma rede de internet para que eles possam usar o aplicativo na escola e aliar a tecnologia à educação.”

PARCERIA COM SEBRAE

A Educação Empreendedora é uma das linhas de atuação estratégica para o Sebrae e busca ampliar, promover e disseminar a cultura do empreendedorismo nas instituições de ensino em todos os níveis. As aulas são ministradas em horário extra, por professores do Governo do Estado, que são capacitados pelo Sebrae.

No Colégio Estadual Primo Manfrinato, a parceria já dura três anos e abrange turmas de 6° a 9° ano do ensino fundamental e ensino médio. De acordo com a diretora, a ideia é oferecer atividades que possam atrair os alunos para a escola. Neste ano, um dos projetos desenvolvidos levantou a quantidade de lixo produzido na instituição e ressaltou a importância da reciclagem, focando no empreendedorismo social.

Wendell Gussoni, consultor do Sebrae, destaca que o programa busca preparar cidadãos que sejam capazes de fazer a diferença em suas comunidades. “Estimulando boas práticas empreendedoras ainda nos bancos escolares, preparamos estudantes para o mercado de trabalho, seja como colaboradores ou donos do seu próprio negócio. Nosso objetivo é auxiliar que eles sejam empreendedores de suas próprias vidas”, assegura.