Polícia

Agentes descobrem túnel e evitam fuga de presos da cadeia pública de Cianorte

O local está com cerca de 180 detentos; o túnel seria utilizado para a fuga de mais de 30
Os policiais encontraram o túnel dentro da galeria C; a escavação acabava fora do muro da delegacia (Foto: WILSON RUSSINHOLI / DIA A DIA NOTÍCIAS)

Na noite de terça para quarta-feira, agentes da cadeia suspeitaram de que alguns detentos estavam escavando um túnel para fugir do local. Acionada pelos servidores, a Polícia Militar esteve na 21ª Subdivisão Policial na tarde de quarta para vistoriar a carceragem.

A ação contou com o apoio das equipes Rotam de Cianorte, Campo Mourão e Cruzeiro do Oeste, que fizeram a retirada dos presos das celas e para encontrar o túnel. A abertura havia sido escavada em uma das galerias, onde estão atualmente cerca de 35 presos, e terminava fora do muro da cadeia.

Agentes e investigadores da Polícia Civil também vistoriaram as celas em busca de materiais ilícitos.

Como publicado na edição desta quinta-feira, esposas de detentos estiveram na frente da delegacia em busca de informações, pois afirmaram ter ouvido gritos e tiros durante a operação. Elas também protestaram contra a situação da cadeia de Cianorte e a demora na liberação de presos.

De acordo com a Polícia Civil, esta é a terceira tentativa de fuga registrada em menos de três meses em Cianorte. Segundo o subcomandante da 5ª CIPM, Capitão Cláudio, nos últimos quatro anos mais de 30 fugas foram evitadas. Atualmente, a cadeia está superlotada e abriga cerca de 180 presos; número três vezes maior do que a capacidade ideal.  

Nossa reportagem entrou em contato com a Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária (Sesp) do Paraná no final de 2017 para questionar se há alguma previsão de reforma na cadeia de Cianorte. Por meio de nota, o órgão informou que “o Paraná tem um pacote de 14 obras – entre reformas e novas construções – para unidades prisionais, o que permitirá uma ampliação de cerca de 7 mil o número de vagas no sistema penitenciário estadual. Desta forma, será possível transferir os presos que estão custodiados em delegacias da Polícia Civil”.

De acordo com a Sesp, até o meio do ano serão abertas mais de 2,4 mil vagas e até o final de 2018 quase 7 mil novas vagas no sistema penitenciário estadual.