Cidades

Adriana Aguila assume Escritório Regional

Nova chefe quer ampliar a atuação da Secretaria de Estado nos municípios da região
Adriana começa a montar estratégia de trabalho à frente do escritório regional na próxima semana. (Foto: Jaqueline Andriolli / Tribuna de Cianorte)

A advogada Adriana Maria Barrozo de Macedo Aguila foi confirmada como a nova chefe do Escritório Regional da Secretaria Estadual da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, em Cianorte. O decreto de nomeação da advogada foi assinado pelo governador Ratinho Junior e pelo secretário da pasta Ney Leprevost na terça-feira, 9. Apesar da publicação do decreto de nomeação, Adriana Aguila deve assumir oficialmente o cargo apenas na semana que vem.

Indicada ao cargo pelo deputado estadual, Fernando Francischini, Adriana revelou que pretende promover a aproximação dos projetos da secretaria aos municípios do Médio Noroeste. “Trabalhei com o deputado até o ano passado. Então ele já conhece o meu currículo. Quero muito atuar na parte de assistência social e com as pessoas que não têm tanto acesso aos seus direitos”, afirma Adriana.

“Vou me empenhar e ajudar a levar para a região os projetos que já são desenvolvidos em Cianorte. Um exemplo é o Programa Justiça no Bairro. Queremos levar ele também para as cidades vizinhas”, explica.

O Programa Justiça no Bairro acontece todos os anos em Cianorte e têm o objetivo de oferecer gratuitamente serviços jurídicos, de assistência social, saúde, beleza, recreação e preservação ambiental para pessoas de baixa renda. “Pela distância, as pessoas de algumas cidades da região não conseguem participar, então a gente quer levar esse trabalho para outras cidades”, explica Adriana.

Segundo a nova chefe, ainda não foi possível se inteirar de toda situação da Secretaria, o que deve acontecer na próxima semana. “Nesses primeiros dias vou me inteirar das situação de cada setor da pasta. Na próxima semana vou ter uma reunião com o secretário Ney Leprevost, que vai passar informações dos projetos para a região. Também vamos melhorar o papel fiscalizador que o escritório regional tem”, afirma.

Adriana Aguila é formada em Direito. Ela já trabalhou na Defensoria Pública e na Ouvidoria da Mulher em Cianorte. “Um dos principais projetos que ajudei a trazer para a cidade foi a Delegacia da Mulher. Com ela, Cianorte teve uma evolução no combate à violência doméstica”, finaliza.