Corpo de Bombeiros registra 234 incêndios ambientais em 2019

Nos últimos três anos, 2019 foi o ano que mais registrou ocorrências de incêndios ambientais. O 8° Subgrupamento de Bombeiros Independentes (SGBI) de Cianorte atendeu 234 situações em toda a região. O mês com maior número de atendimentos foi agosto com 50 ocorrências dessa natureza, seguido por setembro com 35 registros.

Os meses que apresentaram menos ocorrências foram maio (7), novembro (11) e dezembro (3).

No ano passado, a equipe atendeu 220 incêndios ambientais em Cianorte; três em São Tomé; dois em Tapejara, Terra Boa e Rondon; e uma ocorrência em Cidade Gaúcha; Tuneiras do Oeste; Japurá; Araruna e Indianópolis.

Entre janeiro e abril de 2020 (até o dia 29), o Corpo de Bombeiros atendeu 71 ocorrências de incêndio ambiental. Comparado ao ano anterior são oito ocorrências a mais. Os quatro primeiros meses de 2019 registraram 63 atendimentos.

Conforme a tenente Marynara da Rocha, os incêndios acontecem em períodos de estiagem. “As ocorrências acontecem devido à baixa umidade relativa do ar. Além disso, por ter bastante vento na região os focos também se espalham mais rápido”, afirmou.

Em 2018, os atendimentos dessa natureza chegaram a 166 e no ano anterior, 2017, foram 113 registros. Destes, 162 e 107 casos foram atendidos em Cianorte, respectivamente.

O 8º SGBI de Cianorte atende 14 municípios do noroeste do Estado, Cianorte, Cidade Gaúcha, Guaporema, Indianópolis, Japurá, Jussara, Rondon, São Manoel do Paraná, São Tomé, Tapejara, Terra Boa e Tuneiras do Oeste, Moreira Sales e Araruna.

Reserva das Perobas perdeu 151 hectares

Em setembro do ano passado, segundo mês em que mais ocorreram ocorrências de incêndio ambiental em Cianorte e região, foi registrada uma queimada de grandes proporções na Reserva das Perobas, entre Cianorte e Tuneiras do Oeste. No incêndio, foram 151 hectares consumidos pelo fogo: 76 ha de cana; 65 ha de floresta; e 10 ha de pastagens.

A situação ocorreu no dia 17 e mobilizou do Corpo de Bombeiros, da Defesa Civil e de funcionários da Usina Santa Terezinha, em Tapejara. Caminhões dos Bombeiros e da Prefeitura de Tuneiras do Oeste, assim como máquinas de produtores rurais vizinhos foram colocados à disposição para conter o avanço do fogo.

Conforme a equipe do 8º Subgrupamento do Corpo de Bombeiros de Cianorte, o incêndio na reserva começou por volta das 13 horas e foi controlado durante a noite. Segundo os bombeiros, a área era de difícil acesso, e os homens tiveram que combater as chamas através de aceiros, técnica que consiste em eliminar a vegetação numa determinada faixa de área com o objetivo de cercar o fogo e impedir a sua propagação.

O prefeito de Tuneiras do Oeste, Taketoshi Sakurada, o Bóia, esteve no local e se juntou às brigadas para ajudar a conter o incêndio. Servidores da prefeitura também foram  para o local. O prefeito chegou a pedir ajuda de voluntários de Tuneiras e de cidades vizinhas em rede social.

A Reserva Biológica das Perobas guarda exemplares das árvores que dão nome ao parque com até 30 metros de altura. No seu interior vivem mais de 120 espécies de aves, além de mamíferos como catetos, veados-mateiros e antas. São mais de oito mil hectares de florestas preservadas.

Fogo consumiu 151 hectares da Reserva das Perobas no dia 17 de setembro de 2019
Foto: Taketoshi Sakurada

 

 

 

WhatsApp Tribuna de Cianorte

Receba as principais notícias de Cianorte e região no seu WhatsApp. Basta acessar o link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *