Saúde

Prisão de ventre pode ser um sintoma inicial de doenças graves

Agências

28/03/2011 às 09:25 - Atualizado em 29/08/2014 às 10:54

Constipação é o termo científico correspondente à prisão de ventre, condição caracterizada pela diminuição da freqüência e/ou do volume das evacuações, desconforto ao evacuar e fezes endurecidas. Estudos mostram que 10% a 20% dos adultos se queixam de constipação. A incidência nas mulheres parece ser duas vezes maior.

Pode parecer um problema banal e sem importância, mas na verdade constipação intestinal é um problemão. Dados norte-americanos, divulgados no ano passado, indicam que ela é a queixa digestiva mais comum na população geral, sendo responsável por cerca de 2,5 milhões de visitas médicas e, indiretamente, por 92 mil hospitalizações anualmente. Isso sem contar que a constipação propriamente dita pode ser um sintoma inicial de doenças graves, como por exemplo o câncer do cólon e do reto, que é o quinto câncer mais freqüente entre os homens e o quarto entre as mulheres no Brasil, segundo dados do Inca (Instituto Nacional do Câncer).

Há dois tipos de constipação crônica. O primeiro é caracterizado por lentidão do trânsito intestinal. No segundo, a frequência das evacuações pode ser normal ou mesmo aumentada, mas o volume está reduzido e as fezes são difíceis de eliminar. Nos dois casos há sensação de esvaziamento incompleto do conteúdo intestinal.

Existe uma tendência entre os gastroenterologistas de considerar a constipação crônica, como parte da chamada síndrome do intestino irritável.

Publicidade
Publicidade
Imagem do Dia

Número de acidentes em Cianorte cresce 25%

Publicidade