Blogs | Newsletter | Fale Conosco |
Cidades

Simulação de resgate faz parte de treinamento de socorristas

Redação

21/12/2012 às 10:20 - Atualizado em 29/08/2014 às 08:19

Vítimas no chão, bicicletas e motos caídas, carro fora da pista.  A cena que chamou a atenção de quem passava nas imediações da estação ferroviária, no final da última semana, deixou transeuntes curiosos. Em meio a muita chuva uma movimentação intensa com sirene tocando a cada instante dava mais realismo a uma simulação. A ação fez parte dos treinamentos do curso de socorrista resgatista do Serviço de Atendimento Resgate Treinamento e Emergências (SARTE).

De acordo com Luis Carlos Christianini, bombeiro militar da reserva, e coordenador técnico SARTE a simulação faz parte de um protocolo de socorrismo denominado Incidente de Múltiplas Vítimas (IMV). “Simulamos um acidente com grande número de vítimas e poucas pessoas para socorrer. A ideia é testar os alunos para uma situação que foge ao controle dos socorristas para incorporar o hábito de  socorrer quem está em situação mais grave”, explica Christianini.

No episódio foi simulada a existência de seis vítimas que se enquadravam em códigos que vão de um a quatro, para identificar ocorrências leves, com escoriações leves, fraturas e lesões graves e morte. Participaram 23 alunos, distribuídos em equipes monitoradas por professores. As pessoas que se passaram por vítimas foram voluntários, externos ao curso. Os alunos sabiam apenas que haveria uma simulação, sem maiores detalhes. São dez meses, com 210 horas de curso.

De acordo com Christianini após essas aulas práticas é possível perceber o amadurecimento dos alunos. “Nas aulas seguintes analisamos os erros e acertos” diz o instrutor.  Outro curso, de 80 horas, que chama a atenção, oferecido pelo SARTE é o de cuidador de pessoas. “É a profissão do século, pois o cuidador não é só de idoso mas de qualquer pessoa acamada que esteja dependente de outra”, explica o bombeiro da reserva. Segundo ele o aluno é instruído a aprender procedimentos básicos como dar banho, alimentar, manter a higiene e dar os medicamentos prescritos pelos médicos.

Publicidade
Publicidade
Imagem do Dia

Richa sobe três pontos e chega em 47% das intenções de voto

Publicidade